segunda-feira, 23 de fevereiro de 2009

O novo velho campus


Esse começo de 2009 tem sido bem tumultuado na Unesp-Franca. A mudança do campus para um novo lugar, afastado do centro, foi idealizada pelos órgãos dirigentes há muitos anos, mas só agora é que realmente está acontecendo. Embora com muito atraso o processo de mudança das instalações iniciou-se no mês de janeiro.

O campus

É inegável que há um grande avanço com relação à estrurura. O espaço é bem maior, as salas são mais numerosas e espaçosas, tem uma modesta quadra poliesportiva, um restaurante universitário digno de uma universidade e até uma avenida dentro do campus. É uma pena que não haja um grande espaço comparável ao salão nobre do campus antigo; o mais próximo disso é o já carinhosamente apelidado "salão pobre" da nova sede unespiana.

Até agora, apenas funcionam no campus novo o Anexo do Juizado Especial Cível e a nova creche da Unesp. Já era pra vários setores e departamentos terem sido transferidos ao novo espaço, mas a falta de estrutura ainda é alarmante: não há linha telefônica nem acesso à internet no campus novo; muitos prédios ainda nem estão prontos, isso sem falar nos espaços que estão ainda na planta. Espaços como centros acadêmicos e salas de extensão universitária ainda estão no mundo das ideias.

O Governador Serra foi pra Franca com sua comitiva tucana e fez um carnaval antecipado regado a Lambrusco pra celebrar a inauguração do local, Acompanhado das figurinhas políticas locais, Serra elogiou a atuação unespiana na comunidade e a rasgação de seda de sempre (leia-se pré-campanha para as próximas eleições). No entanto, o campus novo está tão longe de ficar pronto. Nem é permitido o acesso público ao novo espaço: os novos guardinhas da Unesp (terceirizados, diga-se de passagem) não deixam ninguém passear por lá. Com muito custo foi autorizada a entrada dos usuários do Juizado Especial Cível.

Enquanto isso, no antigo campus do centro, já estão tentando exterminar a presença unespiana do coração da sociedade francana. A Fatec, que iria ser instalada no novo espaço e era a desculpa para apressar a mudança da Unesp, não vai mais ficar no antigo campus, mas sim em outro espaço. A estrutura centenária do nosso querido prédio rosa não suporta o maquinário pesado dos cursos técnicos da Fatec.

O drama da biblioteca

A transferência da biblioteca tem causado a maior das polêmicas. Ela foi, possivelmente, a mudança mais planejada pela diretoria. Foi feita, inclusive, uma licitação para selecionar a empresa de logística mais capacitada para a façanha. O fato é que a data para reabertura da biblioteca foi adiada várias vezes. Começaram dizendo que ia reabrir em abril, depois disseram em maio, em junho, e agora correm boatos de que ela nem vai ser transferida e vai continuar funcionando no campus velho mesmo.

Quem mais sofre com isso tudo são os estudantes e os pesquisadores. A biblioteca é a principal fonte de pesquisa de uma faculdade de ciências humanas, e mantê-la de portas fechadas significa atrasar gravemente toda a produção acadêmica da Unesp-Franca, como de relatórios pra Fapesp e CNPq, TCCs, dissertações, teses, etc.

Pra piorar ainda mais, a reitoria (sempre ela) cortou as verbas para a compra de novas prateleiras de livros. Argumentaram eles que é culpa da crise mundial (!!!). O jeito é usar as prateleiras antigas mesmo, mas o problema é que muitas delas são fixas, não podem simplesmente ser removidas para o novo campus. Vale lembrar que a biblioteca antiga já não comportava o acervo total, muitas das novas aquisições (doações de bibliotecas inteiras) nunca foram desencaixotadas...

O passe escolar

Prá completar o drama, a empresa de transporte público municipal não concede meia passagem 24 horas por dia para os estudantes. Para os alunos matriculados no período noturno, por exemplo, só é válida a meia passagem a partir das 18 horas. Logo o aluno que precisar consultar a biblioteca (se ela abrir um dia...), acessar o Pólo de Informática, ou participar de alguma extensão universitária no novo campus terá que arcar com a passagem inteira. O Centro Acadêmico de Direito - http://www.direitounesp.blogspot.com/ - informou que já está tomando providências para sanar o problema. O jeito é esperar pra ver.

Pelo visto, 2009 vai ser um ano inesquecível...

3 comentários:

wesley_spinho disse...

Adoro a competência administrativa Unespiana!

Ricardo disse...

O tripa tem um blog, aê!
Muito loco, bem preocupado com as situações e tals. É isso aí.

Luis Gustavo Cardoso disse...

meu velho, trata-se da crise mundial da falta de vergonha na cara

qto ao passe, será que um mandado de segurança não acaba com a empáfia da São José?

Unesp Franca virou Bang Bang, terra sem lei, o oeste distante.

abraçoss